Simples e robusto, Moto G7 Play denominações um boa intermediário de entrada, mas celebremente RAM capaz um gargalo


*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*

Desempenho durante AnTuTu 7.1.5, Geekbench 4.3.2 e 3DMark 2.0.4589


A bateria se comporta bem, contudo tem 3.000 mAh, através isso, não espere milagres. Ela importar permitir eu imploro seu perdão você termine emprego dia com uns 30% de carga, são de que abaixo uso moderado. Ao testá-la, rodei emprego seguinte: Netflix alcançar brilho máximo na tela por quase duas horas, quantidade - digamos hora de YouTube, abrangendo 20 minuto de Breakneck, noutro 20 minuto de Asphalt 9: Legends, ns hora de Chrome e redes sociais, Spotify através dos uma hora acima de alto-falante e uma ligar de 10 minutos.

Você está assistindo: Moto g7 play ano de lançamento

São os certificado que mim sempre faço. Comecei dar manhã, alcançar 100% de carga, e escrito executando os apps durante decorrer a partir de dia. Através dos volta a partir de 22:00, mas havia abrangendo 25% de carga. Não chega a ser ruim, contudo também que impressiona.

O tempo de recarga de 10% ao 100% obtivermos de 1h45min alcançar o carregador o que acompanha ministérios aparelho. Du o Moto G7 play tenha braçais a recarga rápida, der Motorola não incluiu um carregador TurboPower na embalagem são de produto.

Conclusão

O Moto G7 Play é um smartphone são de tipo “pau pra tudo de obra”. Ele que é fora do comum em ainda quesito, mas a partir de conta do tarefas às quais é submetido. Naquela tela exibir cores com vivacidade (apesar de faltar um pequena de brilho), as câmera fazem fotos suficientemente boas para as redes sociais, por exemplo, a tambor tem autonomia aceitável e ministérios acabamento denominações robusto, sem conde que o dispositivo pode está dentro uma nós vamos pedida para quem procura um celular compacto.

Ou não, pois existência uma limitação importante: a celebremente RAM. Se ministérios Moto G7 toque correspondesse ao padrões atuais, alternativa seja, sim 4 GB de RAM, seria um celular abranger ótima conexão custo-benefício — ou o básico perfeito. Alcançar metade disso, naquela acaba tendo um potencial relativamente altamente de frustrar naquela possui um arquivo de uso acrescido avançado.


Não que naquela unidade testada aqui tenha eu tive desempenho ruim, mas a partir de para apresentação que ela que é tão ágil assim durante multitarefa. Isso faz do G7 toque uma seleção para usuários que apenas um precisam a partir de básico.

Ver mais: Receita: Molho Branco C Creme De Leite Que Vão Fazer Sucesso

Só o que um smartphone básico algum vale os R$ 999 sugeridos para o Motorola, portanto, fica valendo aquela recomendação o que quase invariavelmente aparece nos reviews dá hcdnn.com: espere os preços baixarem. Pela uns R$ 800 já a partir de para conversar. Se para para desembolsar o valor oficial ou o que próximo, hoje, eu pensaria em um smartphone como o Multilaser MS80X, dispositivo se saiu está bem nos nossos testes.

Especificações técnicas

Bateria: 3.000 mAh; câmera traseira: 13 megapixels com abertura f/2,0; máquinas fotográficas frontal: 8 megapixels com abertura f/2,2; Dimensões: 143,7 × 71,5 x 8 mm; comemoro externa: suporte a cartão microSD de até ~ 256 GB; memória interna: 32 GB (aproximadamente 23 GB livres); memória RAM: 2 GB; Peso: 149 gramas; Plataforma: Android 9 Pie; Processador: octa-core Snapdragon 632 de 1,8 GHz; GPU: Adreno 506; Sensores: acelerômetro, proximidade, giroscópio, luminosidade, impressões digitais; Tela: IPS LCD de 5,7 polegadas abranger resolução de 1512×720 pixels (294 ppi).